dafabet

Capa do Álbum: dafabet
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
dafabet
Ícone seta para a esquerdaVeja todas as Notícias.

TBT: A Chegada Triunfal dos Beatles aos Estados Unidos

Em fevereiro de 1964 o mundo viu o início da "Beatlemania", marcando uma era musical icônica

Placeholder - loading - A Chegada Triunfal dos Beatles aos Estados Unidos.Divulgação
A Chegada Triunfal dos Beatles aos Estados Unidos.Divulgação

Publicada em  

Em 7 de fevereiro de 1964, os Beatles deixaram o aeroporto de Heathrow, em Londres, a bordo de um Boeing 707 da Pan Am com destino ao aeroporto JFK, em Nova York. Esta jornada marcou o início de uma saga musical que definiria a cultura pop.

Quando John Lennon, Paul McCartney, George Harisson e Ringo Starr atravessaram o Atlântico para se apresentarem diante de seus fervorosos fãs americanos, muitos viram isso como o verdadeiro pontapé inicial para a ascensão do rock. A imprensa americana, perplexa diante desses quatro rapazes de Liverpool, oscilava entre o sarcasmo e a incredulidade.


“Saímos do nada com cabelos engraçados, parecendo marionetes ou algo assim. Isso foi muito influente. Acho que foi realmente uma das grandes coisas que nos quebrou - o penteado mais do que a música, originalmente” - Paul McCartney


No dia seguinte, após uma coletiva de imprensa no congelante Central Park, a banda se preparou para sua estreia no The Ed Sullivan Show. No entanto, um contratempo aconteceu quando George adoeceu. Mas, felizmente, o guitarrista se recuperou a tempo da apresentação histórica, que cativou uma audiência de 73 milhões de pessoas.

A popularidade instantânea da banda estabeleceu sua estatura internacional, e seu domínio sem precedentes nas paradas de vendas nacionais foi refletido em vários outros países. Esta performance emblemática marcou exatamente um ano desde que os Beatles tocaram para uma plateia modesta em Sunderland, no norte da Inglaterra. A invasão britânica liderada pelos Beatles estava oficialmente em curso.

No documentário "The Beatles First US Visit", é possível acompanhar as notáveis duas semanas de fevereiro que marcaram o início do duradouro caso de amor dos Estados Unidos com o grupo. O documentário de Maysles captura os momentos maníacos quando milhares de fãs receberam os Beatles em Nova York em 7 de fevereiro, gerando um frenesi de duas semanas.

Seguiram-se uma série de eventos marcantes, incluindo uma conferência de imprensa onde receberam discos de ouro, apresentações em Washington DC e Miami, e um retorno triunfal a Nova York para um show esgotado no Carnegie Hall. O lançamento de "She Loves You" atingiu o topo das paradas americanas antes mesmo de os Beatles retornarem a Londres, demonstrando o alcance avassalador de sua influência.

Chegando de manhã em sua terra natal, eles estavam exaustos, mas em êxtase. Apesar da agenda agitada, a banda não desistiu – eles gravaram uma aparição em um programa de TV no dia seguinte. No dia 25 de fevereiro, George comemorou seu aniversário de 21 anos e a banda gravou “Can't Buy Me Love” no Abbey Road – tudo isso foi um dia de trabalho duro para a banda.


“Foi tão emocionante. No avião, voando para o aeroporto, senti como se houvesse um grande polvo com tentáculos que agarrava o avião e nos arrastava para Nova York. A América era a melhor" - Ringo Starr


Os Beatles não retornariam aos Estados Unidos até agosto daquele ano para sua primeira turnê pelos EUA. Suas turnês mundiais foram caracterizadas por histeria e adoração dos fãs, culminando em shows históricos em locais como o Shea Stadium, de Nova York, que marcou a primeira vez que um grande estádio ao ar livre foi usado para tal propósito, onde 55.000 pessoas os aplaudiram em 1965.

O sucesso instantâneo nos EUA consolidou a posição dos Beatles como ícones globais, marcando o início da "Beatlemania". Essa foi a expressão utilizada para nomear o fanatismo em torno da banda de rock inglesa na década de 1960. Desde o início de 1964, suas turnês mundiais foram caracterizadas pelos mesmos níveis de histeria e gritos estridentes das fãs, tanto nos shows quanto nas viagens do grupo. Os comentaristas compararam a intensidade desta adulação a um fervor religioso e a uma fantasia feminina. Entre as demonstrações de adoração a divindades, os fãs abordavam a banda acreditando que eles possuíam poderes sobrenaturais.

A Beatlemania superou qualquer exemplo anterior de adoração dos fãs em sua intensidade e alcance. Inicialmente, os fãs eram predominantemente jovens adolescentes, às vezes chamadas de "teenyboppers", e seu comportamento foi desprezado por muitos comentaristas. Em 1965, sua base de fãs incluía ouvintes que tradicionalmente evitavam a cultura pop voltada para os jovens, o que ajudou a superar as divisões entre os entusiastas do folk e do rock. Durante a década de 1960, a Beatlemania foi objeto de análise de psicólogos e sociólogos.

Ao se tornar um fenômeno internacional, a Beatlemania superou em intensidade e alcançou todos os exemplos anteriores de adoração de fãs, incluindo aqueles concedidos a Rudy Vallée, Frank Sinatra e Elvis Presley. Um fator neste desenvolvimento pode ter sido o baby boom pós-Segunda Guerra Mundial, que deu aos Beatles um público maior de jovens fãs do que Sinatra e Presley tinham uma década antes. As recepções de bandas pop subsequentes atraíram comparações com a Beatlemania, embora nenhuma tenha replicado a amplitude e profundidade do fandom dos Beatles, nem o seu impacto cultural.

Veja também:

BILLY JOEL ESPECULA MÚSICA NOVA PELA PRIMEIRA VEZ EM 17 ANOS

A NOITE MEMORÁVEL DO DOUBLE YOU EM SÃO PAULO

Descontos especiais para distribuidores

Últimas Notícias

  1. Home
  2. noticias
  3. tbt a chegada triunfal dos …

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.

dafabet Mapa do site